Paula Pinto Almeida / Filhos  / RESTART: Começar de Novo ou Acrescentar ao que já tenho?
restart

RESTART: Começar de Novo ou Acrescentar ao que já tenho?

Como sabes, o meu fim de semana de há 15 dias foi marcado por malabarismos aprimorados entre uma competição de dança da minha filha – a primeira – e um RESTART à vida de muitas pessoas. 1300 pessoas que decidiram ir a um evento a Lisboa onde o mote era esse mesmo: – “Faz um Restart à tua vida”.

Na semana passada escrevi sobre a competição de dança da minha filha e ficou prometido que esta semana escreveria sobre o RESTART. Aqui estou eu.

Por que faço o que faço?

Às vezes dou por mim a pensar no que me dá, traz ou acrescenta estar envolvida na organização de um evento desta natureza. O que me tira de casa pouco depois das 04:00 para apanhar um avião para Lisboa e regressar no mesmo dia, levantando voo de Lisboa muito depois das 23:00. Coloco-me em causa muitas vezes, analiso o porquê e o para quê. Gosto de andar alinhada com aquilo que faço. Sabes porquê? Precisamente porque estou envolvida neste tipo de eventos, coloco-me em causa porque é nesses eventos que me sinto “totalmente” fora da minha zona de conforto, que testo os meus limites, que experimento fazer diferente, embora com base no que já sei, claro. Disto se faz o crescimento, quer de crianças, quer de adultos. Acrescento ao que já sei, arrisco sobre o que já fiz, uso os meus recursos e desfruto disso mesmo.

RESTART: As minhas regras

Faço isso muitas vezes no meu dia a dia, mas de acordo com as minhas regras. Só que aqui, as regras não são (só) minhas.

Durante a minha vida profissional organizei e coordenei eventos, e era eu que “controlava”. Aqui não. Contudo, aqui tenho objetivos e metas a cumprir, os desafios surgem (muitas vezes sem previsão) e continuo a ter objetivos e metas, isso não muda. Por isso, se os quero atingir, supero-os. Foi isso que fiz quase todos os minutos em que servi neste evento, identifiquei desafios, e superei-os (melhor ou pior) para atingir objetivos – alguns estavam definidos, outros defini-os eu.

Servi o meu propósito? Sim. Encontrei pessoas conhecidas? Sim. Ajudei a realizar um sonho? Sim. Fiz o meu trabalho? Sim. E o que me fica é a Gratidão de trabalhar com uma equipa incrível que me desafia todos os dias, e de me ter reconhecido e superado como ser humano e profissional.

Tudo isto acrescenta à minha vida, expande o meu SER e permite-me seguir a minha jornada mais leve e ao mesmo tempo tão mais rica.

O que é que isto pode ter a ver com a minha família? Tudo.

“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original” Albert Einstein

 

Encontra mais vezes a felicidade em ti e na tua família! ♥

#beyounique

Comentário: 1

  • Castelo Mavilde Vilela Junho 8, 2022 8:35 pm

    Quando amamos o que fazemos…o sucesso é garantido. Ficamos mais ricos …mais seguros. Como é bom vermos o nosso trabalho reconhecido.

Deixa o teu comentário e /ou ideias para o próximo artigo